Blog | Partage Shopping | Com você, transformando cidades e pessoas!

Setor esportivo: diversas possibilidades de empreender

4 minutos para ler

O setor esportivo passa por uma transformação no Brasil e novas oportunidades de negócio estão surgindo. As corridas de rua são cada vez mais populares, as modalidades antes pouco praticadas, como rugby e futebol americano, ganham mais espaço na TV e em campos de várzea que antes eram reservados exclusivamente ao futebol.

O aumento da preocupação com a saúde e o bem-estar impulsiona o crescimento do setor, que movimentou R$ 67 bilhões só em 2017. As oportunidades são inúmeras, algumas delas até inusitadas. Criatividade e planejamento são dois pilares para se consolidar e nesse mercado concorrido, porém repleto de possibilidades. Separamos algumas dicas para você conferir!

Tendências no setor competitivo de academias

O segmento de academias experimenta uma avalanche de inovação, a começar pela oferta de serviços complementares aos tradicionais aparelhos de musculação. O cardápio é vasto; vai desde treinos mais intensos, como o CrossFit e HIT (treinos intervalados), até os mais voltados ao equilíbrio entre corpo e mente, como yoga e meditação, considerados tendência neste ano. 

Outra inovação, em alta, no mercado de academias é a oferta de pacotes atrativos para diferentes tipos de público: da terceira idade a executivos com pouco espaço na agenda para a prática de esportes. Com 33 mil academias espalhadas pelo país, o Brasil já é o segundo maior do mundo nesse mercado.

Tecnologia: uma nova experiência na prática esportiva

Não foi apenas a mudança nos hábitos do consumidor que impulsionou o setor. O segmento foi beneficiado com o avanço da tecnologia, que propiciou uma experiência completamente nova de prática esportiva. 

A internet das coisas, com suas tecnologias vestíveis, permite ao atleta, profissional ou amador, monitorar sua performance durante a prática de atividades físicas. Relógios e pulseiras inteligentes ajudam até a controlar o sono, lembram o usuário de esticar as pernas e tomar um copo d’água quando ele estiver no escritório: ou seja, são úteis até para quem não pratica esporte.

Quem empreende nesse mercado deve se manter atualizado e incorporar as novidades tecnológicas à oferta de produtos ou serviços para levar ao cliente uma experiência 360º da prática de atividades físicas.

O segredo pode estar nos nichos de mercado

Você já parou para pensar onde um esgrimista compra sua esgrima? E onde se pode encontrar equipamentos de proteção para futebol americano? Segmentar pode ser uma maneira incrível de se destacar em uma parcela do mercado com pouca concorrência e com grande possibilidade de fidelização do cliente. 

O setor esportivo é altamente propício aos negócios de nicho, mas é preciso muito estudo e planejamento, pois você lidará com um público extremamente restrito. Além disso, é preciso avaliar a demanda do mercado escolhido, a concorrência e os riscos envolvidos.

A localização do negócio e o posicionamento de marca farão toda a diferença. Uma loja de artigos esportivos não viverá, necessariamente, apenas de produtos segmentados, por isso é preciso também ter um mix de produtos de alta rotatividade: calçados e roupas para a prática de atividades físicas em geral. 

Negócios fora da caixa

Você já alugou um goleiro? Isso mesmo! Já existem aplicativos de aluguel de goleiro para completar o time do futebol com os amigos no fim de semana. Com a expansão vertiginosa das quadras de grama sintética nos grandes centros urbanos, surgiu uma demanda inusitada: goleiros. 

Diversos grupos de amigos se reuniam para jogar bola, mas, nenhum deles queria ficar debaixo das traves. A solução veio com o aplicativo Goleiro de Aluguel que permite o aluguel de goleiros para partidas amadoras de futebol. Negócios como esse, que aliam tecnologia e criatividade para suprir uma demanda dos clientes, mostram que pensar fora da caixa pode ser a chave do sucesso no segmento esportivo.

Posts relacionados

Deixe um comentário