Blog | Partage Shopping | Com você, transformando cidades e pessoas!

Utilize o tempo em casa para fortalecer o autoconhecimento

3 minutos para ler

Fortalecer o autoconhecimento pode ser a chave para uma vida mais calma e produtiva

Estamos em um momento delicado e o isolamento social foi a alternativa encontrada para preservar a saúde mundial diante da pandemia de Coronavírus. Uma atitude limitante e que promove uma mudança de hábitos, mas, nem por isso, precisa ser um período desagradável. Você pode usar esta oportunidade de ficar em casa e com um pouco mais de tempo livre, para trabalhar suas capacidades. Que tal dedicar-se a fortalecer o seu autoconhecimento? Parece simples, mas o autoconhecimento também pode ser um projeto ético, quando este objetivo consegue transformar as pessoas em seres humanos melhores. Tudo começa quando olhamos para nós mesmos e conseguimos detectar com sinceridade e clareza nossas próprias virtudes e defeitos, características que podem significar força ou fraqueza em nossas atitudes.

Muitos recorrem a ajuda de profissionais, como analistas e coachings. Mas, com algumas orientações é possível começar esse processo sozinho. Vamos lá?

  1. Gerencie as suas emoções ao seu favor. É você quem define seus sentimentos e não o contrário.
  2. Encontre suas qualidades e valorize-as, conhecendo bem seus pontos fortes você poderá empregá-los melhor nas suas ações.
  3. Descubra quais são os seus medos e enfrente-os: resolver é sempre melhor que procrastinar e ajuda a reduzir a ansiedade.

Uma atitude simples, mas que auxilia muito no dia a dia é o controle da respiração. Se você pratica pilates, ioga ou meditação, já tem meio caminho andado, porque sabe o quanto respirar corretamente faz a diferença. Então, ao sentir que está ansioso ou agitado, faça uma pausa e respire fundo. Leve a  troca de pressão para região abdominal, para aliviar a tensão da musculatura acessória da respiração (que se localiza na região de ombro e cervical) e permitir um fluxo respiratório maior. Ao inspirar sinta as costelas expandindo lateralmente ao tronco e ao expirar elas devem se retrair e deprimir na região abdominal. A resposta a este estímulo é científica: “dessa forma, o sistema nervoso autônomo será ativado, disparando neurotransmissores que desaceleram as funções de taquicardia, sudorese e outras atividade involuntárias relacionadas aos sintomas de  ansiedade”, explica a fisioterapeuta, Isabella Ramily da Silva.

Está gostando do tema e quer se aprofundar? Separamos também algumas dicas de leituras que podem acrescentar informações nesse processo de fortalecer o autoconhecimento. Confira:

– Mindset: A nova psicologia do Sucesso, de Carol Dweck
Trata-se do conceito de que a atitude mental com a qual encaramos a vida, o mindset, é crucial para o sucesso.

– O ponto do equilíbrio, de Christine Carter
A autora defende que não é preciso abandonar a carreira para eliminar o estresse, nem sacrificar as suas poucas horas de lazer para ser uma pessoa mais produtiva e mostra que o essencial é encontrar seu ponto de equilíbrio.

– Breathe, de Belisa Vranich

A psicóloga e autora do livro, afirma que a respiração é incrivelmente prática e é uma forma de meditação para as pessoas que não podem meditar.

Posts relacionados

Deixe um comentário