Blog | Partage Shopping | Com você, transformando cidades e pessoas!

Empreender com franquias: Saiba se você tem o perfil

5 minutos para ler

Você sabe se tem perfil para empreender com franquias? O modelo estruturado de franquias é recomendado pela oportunidade de ter um negócio previamente testado e aprovado pelo mercado. 

Mas, se basear apenas por essa razão para decidir investir é arriscado e talvez não seja o melhor caminho de investimento para você. Afinal, o modelo de negócio da franquia precisa ser compatível ao seu jeito de empreender.

Em um processo de negociação na aquisição de uma franquia é comum que o franqueador faça uma avaliação do seu perfil, mas, nessa relação, as duas partes precisam preencher pré-requisitos, não só você, não é mesmo?! 

Em virtude disso, é preciso avaliar algumas características, tanto suas, quanto as da franquia que você está pensando em investir. Por isso, elaboramos esse post com tudo o que você precisa considerar antes de fechar o negócio dos seus sonhos. Siga a leitura e confira!

Passo a passo para identificar se você tem o perfil para empreender com franquias

Faça uma autoanálise

Como em qualquer negócio, o nível de dedicação em uma franquia é alto. A grande vantagem é que o franqueador já testou as hipóteses de falhas para auxiliar o franqueado a empreender com base na fase de execução desse modelo de negócio.

O desafio de empreender já pede uma boa dose de autoconhecimento, quando falamos de franquia, isso também acontece, pois, para a operação lucrar será preciso a força do seu trabalho e não apenas a da marca. Portanto, existem algumas perguntas que você precisa fazer antes de aceitar a relação franqueador/franqueado, que será praticamente como a de um casamento. 

Com qual tipo de negócio você se identifica?

Seja modesto, o fato de você gostar de uma marca ou produto, não vale para o trabalho com ele. Você precisa se identificar com o jeito de conduzir a operação, afinal, isso fará parte do seu cotidiano.

O nível de dedicação necessária se encaixa na sua rotina?

Faça as contas do tempo e dedicação. Sua presença no estabelecimento ou na gestão faz toda a diferença nos resultados e o tempo de dedicação para a criação de um bom time, mesmo para uma franquia, é de em média dois anos.

O que você não suporta em um trabalho?

Pense no exemplo a seguir: se a franquia que você está considerando investir for de alimentação, pode ser que você tenha que acordar muito cedo para comprar verduras. 

Caso você não seja uma pessoa matinal, isso será, inicialmente, um sacrifício aceitável, mas, ao longo dos anos, pode se tornar insuportável. Claro que você pode contratar pessoas para te ajudar nessa missão, porém, é uma reflexão muito importante a se fazer, afinal o negócio é seu.

Quais são suas expectativas? 

Pense nas coisas que importam para você, como a liberdade de tempo com as pessoas da sua vida, saúde financeira, status, tipo de trabalho que gosta etc. Busque a resposta do que espera para essa fase de negócios, saber isso será importante para evitar frustrações em seu caminho. 

Avalie o franqueador, ele também precisa passar em seu processo seletivo

É comum que em uma negociação de franquias o empreendedor passe por um processo de avaliação por parte do franqueador. Nossa dica nesse processo é que você também faça uma avaliação do modelo de negócio que pretende investir.

Depois de entender o tipo de negócio mais adequado ao seu perfil, é hora de avaliar o funcionamento. Franquias seguem regras, padrões e possuem contratos com cláusulas restritivas, justamente para assegurar que o modelo já testado seja o mesmo que você vai executar. Essa é a grande diferença entre a escolha de abrir o próprio negócio e abrir uma franquia.

Esse é o momento de você conhecer profundamente tudo sobre a operação, entenda como funciona a cadeia de produção, relação com fornecedores e todos os processos envolvidos. 

É de extrema importância que seja feito uma análise das DREs (Demonstrações de Resultados), usadas para avaliar a viabilidade financeira do negócio. Se esse é um termo novo para você, peça ajuda para um contador ou um economista, para entender melhor se o franqueador realmente entrega os resultados como propõe no início das negociações. Inclusive, podem te ajudar a compreender se o valor do investimento inicial será sustentável ao longo do tempo. 

Pode acontecer de uma franquia não considerar o capital de giro no valor do investimento inicial, isso pode ser um grande problema, se o valor necessário para a sustentabilidade financeira da franquia não estiver na sua conta prevista para investimento.

Explore todos os cenários

Os riscos em abrir uma franquia são variados, como de qualquer negócio, ter sua franquia não é garantia de sucesso. Portanto, você vai precisar investir, além de dinheiro, esforços para o desenvolvimento da operação.

Na franquia, o franqueador vai te dar todo o suporte no planejamento do seu sonho de empreender, mas, é importante que você tenha o seu plano de negócios e invista em aprimorar seus conhecimentos sobre empreendedorismo.

Pesquise, estude, investigue, questione, entre em site das empresas de interesse, entenda como funcionam, como é sua reputação e reflita se você se encaixa nessa rotina. O seu modo de empreender precisa ser complementar ao do franqueador, pois, afinal, sua rotina de trabalho terá que se adequar ao modelo de negócio da franquia.

Gostou do artigo? Agora que você já analisou se seu perfil é mesmo o perfil de um franqueado, aproveite para baixar nosso e-book de franquias!

Posts relacionados

Deixe um comentário